Translate (tradução)

segunda-feira, março 16, 2009

QUEM ABENÇOARÁ ANGOLA?


Ouvimos, todos os dias, na campanha "promocional" da visita do "santo" padre, "Bento XVI abençoa Angola", e me pergunto:
-Quem efectivamente abençoará angola?
Um humano, mortal que ostenta um título (dado também pelos homens), ou Deus?
Não serão os próprios angolanos a abençoarem a sua terra com a crença de que a visita de um padre pode mudar, para o lado positivo, muitas coisas?
Para mim, a cura/mudança está no próprio homem que crê e não nas forças ocultas de um ser mortal.

Virão, com certeza, alguns a mandar-me à forca ou à guilhotina como nos tempos da "santa" inquisição, acusando-me de herege... pois volto a perguntar.

-Ratzinger: Um Santo? Quem o Santificou? São os padres e os bispos católicos santos?
Há mais de um mês que vou ouvindo bajulação de todo o tipo e títulos na media que até enjoam ao ouvido.
_Não é Bento XIV um chefe de Estado tal qual o são outros presidentes? E surgem críticas contra Fidel, Kim Il Jong, H. Chaves, etc., tidos como vitalícios, não o é Ratzinger?

Fica-se um mês a bajular a visita de um Chefe de Estado a Angola como se fosse da chegada à terra de Cristo Redentor se tratasse?...

Convenhamos calcular que seja o facto de ele ser o chefe de uma grande franja da população (os católicos) embora vivendo em países distintos... Por acaso se faria a mesma bajulação se viesse a Angola o presidente do país mais populoso do mundo? Teria os mesmos holofotes uma eventual visita do presidente dos EUA ou do secretário-geral da ONU?

Vamos orar e forjar uma nova mentalidade (sic. Ngombo)

Luciano Canhanga

8 comentários:

Anónimo disse...

Diz a bíblia maldito o homem que não confia noutro homem. Não diz que amo a Deus e odeia o seu irmão.
As expressões podem matar quando as não usarmos bem. Alguém disse-te que o papa é Deus ou porque vem em nome Deus, te esqueste que todos precisamos de um guia e o papa é o responsavel do vaticano: As colunas da Igreja da Católica se encontram lá. E a tradição cristã nos remete a dizer que é o sucessor de Pedro. Jesus dirá a Pedro: tu és pedro e sobre esta pedra edificará a minhã Igreja, recebei o poder do espírito santo, Fazei isto em minha memória. O que o Papa faz é o que certamente Jesus o fez, não uma figura de poder que procura luxo, sim sinal de serviço.A igreja precisa de uma figura orientador, uma voz primeira a seguir. O que seria se cada igreja não tivesse um responsável?

mafegos disse...

Luciano
a minha mãe era uma devota da igreja catolica,do genero de nos obrigar ir a missa e fazer questão que os filhos fizessem todas as etapas da comunhão.
A minha mãe faleceu com 42 anos na Gabela,uma das razões porque eu tenho que lá ir a minha terra,de uma doença que fez que morresse de forma dolorosa e até aos últimos dias,eu tinha 10 anos e lembro-me que ela sempre esperou,uma benção do redentor,mas ele devia estar ocupado e não correspondeu ao esforço que ela durante a sua curta vida fez pela igreja catolica,Deus deu-lhe a benção de ela não ter a vida suficiente para ver os filhos crescer.
Se não forem os próprios angolanos a tratarem de si,então é melhor ir ao Kimbanda.

Esqueci-o disse...

Acho que razão de todo este "alarido" em relação a figura do Papa é Puramente uma estratégia de "ataque" pois vai mexer com muitas mentes, vai fazer muita gente "ficar bem na fotografia". E no final mais uns 82% de votos garantidos mesmo que as "próximas futuras eleições" sejam directas ou indirectas!!!! Estamos em presença simplesmente de uma "jogada de Mestre"...

Angola Debates e Ideias- G. Patissa disse...

Caro Canhanga
Espero que lhe sobre algum tempo para mais um desafio:
1. Importa-se de me definir "Papa"?

Anónimo disse...

Não sou Católica, mas respeito muito todas as crenças.
Mas realmente, Papas, Bispos e Padres, São o pior para ajudar quem precisa.
Acredite quem quizer. Essa experiência eu tive na prática.
Um abraço
São

Anónimo disse...

Não há dúvidas que a igreja angolana precisa de um bom puxão de orelhas...Nós os pretos não sabemos nos posicionar, mesmo quando supostamente somos educados numa instituição de prestígio como é a igreja: São cardeais que pedem votos para determinado partido, são bispos que só pensam em dinheiro e poder, padres que se comportam como "bufos"...o que safam ainda são os poucos brancos que vai havendo...porque os outros, só faltam provas de que andam nos quimbandas....que vergonha!!! Esperemos que o papa ralhe de facto o seu rebanho...

Eleuterio disse...

Se eu existo, logo existe DEUS, de outra forma as nossas vidas não fariam sentido, todos os homens de Fé sabem que acima de todos nós existe alguém que nos Governa.
Dono do Infinito e do Finito,do visível e do invisível mas muitos só dão importância no último minuto das suas vidas. E é sempre tarde de mais.
Independente de sacerdotes ou do Papa, sumo pontífice, desse sacerdócio, e na terra representante da Palavra de DEUS ensinada pelo seu Filho JESUS.


Se este Mundo está transformado num Mundo onde prevalece a ambição, o egoísmo, a maldade, os crimes, as guerras, a fome, o desprezo pelo nosso irmão, se as crianças passaram a ser vítimas da maldade, dos crimes e da ambição humana.
Que seria de todos nós sem a presença de um representante de DEUS nesta Mundo?

Mas não podemos atribuir responsabilidades que não cabem ao PAPA quem é ele perante a sanha dos ditadores criminosos, que manipulam e se servem de povos?

Onde cabe o Crime não entram palavras, onde entra o poder pelo dinheiro não entra DEUS.

É certo que hoje o Mundo precisa de vários PAPAS um só não chega.

KimdaMagna disse...

...termina a visita com uma missa privada ( S. Paulo); revela mais uma vez a verdadeira intenção/ mensagem do Poder Eclesiástico: PRIVADO " só para alguns".

O TODO, o Deus mais abrangente, não esteve nessa missa.
O Senhor Ratzinger falando do combate à pobreza / sub alimentação, mas ele próprio não abdica de alimentar bem o seu corpoe o grupo a que pertence.

Já nas reformas da Igreja tinha ficado defenido que ela a Igreja tinha que dar o exemplo, não sei porque continuam a assobiar para o lado. É que fizemos já um esforço deliberado de amnésia para esquecermos/ perdoarmos as bárbaries da história deles.
Tou contigo quando dizes "nova mentalidade" precisa-se.

Xaxuaxo