Translate (tradução)

sexta-feira, abril 29, 2005

"Olho Atento", Edição nº 1 de 29 de Abril

Folha de actualidade sarcástica
Director: Soberano, LC.
Edição nº:1
Preço: E.1

.........................................................................................................................................................................
Editorial
Prezados leitores.
”O olho” é um projecto que surge para criar um ambiente sarcástico, alegre e de interacção entre os participantes ao terceiro curso de jornalismo destinado aos PALOP.

A ideia mestra é fazer com que todos leiam e escrevam sobre si mesmos e sobre colegas, sem tocar a máxima intimidade. É também um barómetro sobre o impacto do sensacionalismo aos olhos dos jornalistas dos mais diversificados órgãos, como é a composição deste grupo.

_Qual a nossa reacção quando os visados somos nós?
Não sendo apanágio da folha a exposição gratuita de quem quer que seja, é garantido o direito de correcção e de resposta.

Tudo o que “o Olho” vê é notícia, a confirmação vem depois.
Mãos à obra!
..........................................................................................................................................................................
O cacho deDendém e o Kilate do Diamante
Já era conhecido o peso do Dendém e os seus eternos pesadelos durante ás aulas. Que o Diamante índico também era tão sonolento, era ainda novidade.

"O Olho" que não dorme viu Dendém e Diamante em sono profundo na AACS, dormindo que nem "crianças em festa rija".

A dormirem como dormem "O Olho" só se interroga sobre o que terão a transmitir nos órgãos de procedência.
.........................................................................................................................................................................
Há matanças no D.Manuel I
Paraquedistas, políticos e até governantes estão entre os mortos.
Todos os dias chegam relatos de todos andares sobre suicídio de menores com segundos de vida terrestre.
"O Olho" tem equipa de repórteres espalhados pelo Hotel.
Dados actualizados apontam o quinto piso como o que regista maiores índices de infanticídio. A PSP já foi contactada, mas a colecta de provas está dificultada, já que as mortes acontecem em jejum, ou seja nos WC.

Uma lista detalhada pode ser publicada nas próximas edições, contando para o efeito com os préstimos da “Rádio Boca” de Ouri Pota.
.........................................................................................................................................................................
Ratzinger “o Biscateiro”
Tirou o véu e mostrou que é homem com H de Hospital. Ou seja homem de carne e ossos. Juntando o útil ao agradável, Ratzinger que visita Lisboa aproveita conviver com os peregrinos que tiram pecados em Fátima, onde se diz recebe alguns troquititos pelas penitências que “receita”.

“ O Olho” sabe que em horas esquivas, Ratzinger já apontado pela media portuguesa como bom apreciador de vinho do porto não perde ocasião para apreciar umas boas birritas.

O também comunista difere em muito do “Bispo Tonho” resguardado à santidade cristã decadente.Não larga a túnica mas cadé a bíblia?
...........PUB...................................................................................................................................................................
A Capital: Faz 4 anos amanhã. Editor-Chefe promete frascos
.....
LAC_Luanda Antena Comercial. 95.5 para Luanda e arredores.
...
Não castigue o estômago. Usura não é obra do passado. Receba 10 e pague 12. FB-Negócios. No 705-H-DM I.Lisboa
........
Angolano, 30 anos.Vende-se.
......
Na próxima edição: Saiba quem foi ter com a Nancy para um adiantamento da segunda tranche. Caracterização do angolano e As paqueras do Queiró. Não perca!
http://olhoatento.blogspot.com

1 comentário:

LUciano Canhanga disse...

Nem eu mesmo (Soberano) pensei que um dia essa obra seria o que é hoje.
Dois links para além da página principal (Olhoatento), mais de 1000 visitas registadas, MUITOS AMIGOS acima de tudo... É obra!

Agradecimentos aos leitores e àqueles que fizeram com que esta página ganhasse corpo. Os colegas de Curso na UCP-Lisboa e à Fundação Calouste Goulbenkian.