Translate (tradução)

quinta-feira, janeiro 25, 2007

E TUDO A CHUVA LEVOU...


Cansado de trabalhar, quase morto...mas não deixo de postar para a posteridade palavras de apreço aos abalados pela fúria da chuva do dia 22/01/2007. Mais de 80 mortos contabilizados, número que se diz ainda provisório. Hoje, 25/01, mais 5 cadáveres já sem "cara" foram localizados no Mussulo, em Luanda.

Mais de duzentas famílias estão ao relento. E as imagens não mentem. Entre os carros danificados pela fúria da água um deles era usado por um deputado do MPLA que reside(ia) no complexo do CEFOPESCAS.


Todos foram tocados até deputados e políticos de rua. Um polícia que pretendia salvar um dos cinco filhos acabou arrastado com os cinco rebentos. famílias inteiras estão desaparecidas... dizimadas. Circulação automóvel cortada para o Bengo e mesmo dentro da cidade de Luanda. Dum lado os políticos buscam votos aproveitando a visibilidade que dá apoiar pobres desgraçados... O INAMET anuncia mais chuvas, entretanto.

No dia 22 de Janeiro também fiquei sem poder apanhar um avião e se o chefe não fosse bom teria perdido o pão, embora o investimento na casa a tenha conservado da chuva... Assuntos que não me deixam cómodo, como muitos. Vamos rezar, orar e construir bem as casas.

Quem de direito tem de ajudar. Localizar boas áreas para construir de forma organizada, com meios bonificados. Pôr o dinheiro da emergência naquilo a que foi destinado. Retirar das zonas críticas os que podem ser chorados em próximas horas. Enfim.

Vou dormir, mas com lágrimas nos olhos.


Soberano canhanga

6 comentários:

Anónimo disse...

Creio que todos, até os insensíveis também sentiram. A fúria das águas lhes veio dar um pouco de sensilidade a pele e ao coração.

Por volumes de água como este espero e vou continuar a esperar até por piores, nos próximos tempos que seja nos próximos anos. Só não espero que a Capital não seja tão vulnerável quanto está hoje às correntes de água das enxurradas. Não espero que morram mais pessoas.

o deputado afectado veio provar que as obras que são feitas agora tem pouca qualidade de engenharia, por os engenheiros e arquitetos têm de saber o que vai acontecer a uma obra se ela for submetida à uma elevada pressão de água e até devem saber determinar de que direcção vem a corrente de água para que se possa então tomar medidas arquitetónicas de construção, que evitem o efectido contacto entre obra propriamente dita e essa corrente (devastadora).

Essas chuvas vieram também revelar como muita gente vive mal. como muita gente vive em condições pouco dignas. e essas pessoas são oriundas de várias províncias. Santo Deus, porque não regressam as suas áreas de origem onde há muito espaço para de viver e até produzir agricolamente falando.

Talvez é porque as pessoas temem que lá na banda não haja, nem escolas, nem assistência médica. mercados e outras infra estruturas socioeconomicas.

epa, agora mesmo ouço o jornal da rádio do estado, e noticia-se a recuperação de mais 50 corpos de vítimas das chuvas.

que as suas almas descancem em paz!!!

benedito

Olho Atento disse...

Obrigado, pela contribuição informativa. Mais cinquenta defuntos... Haka! Issunji! MADIWANO!

Anónimo disse...

gostei o blog é super interessante!

Benedito Joaquim
Benykay

ps3785863 disse...

Very good article,I prepared a very good gift for you, please visit my blog, The best browser fo you in History

Carlos disse...

Gostei muito do blog, pois fez lembrar a minha terra, Luanda, de onde vim em 1975. Saudade. Morava em S. Paulo.
.
http://toxicidades.blogspot.com

rmc disse...

Vim aqui... já cá tinha estado ontem, mas realmente não sei o que se passa, que deixei o meu comentário mas ele não aparece...
É triste, quando acontecem catástrofes que levam inocentes, mais ainda quando nos sentimos impotentes perante estes cenários. A natureza está a responder aos castigos que tem levado da pior maneira. Por este mundo fora são constantes as notícias sobre catástrofes profocadas pela Natureza acompanhadas por algumas provocadas pelo Homem.